De Família Corsi
Ir para navegação Ir para pesquisar


Gislaine Corsi
Décima Segunda Marquesa de San Pellegrinetto e Décima Quinta de Caiazzo
Gislaine Corsi
Marquesa de San Pellegrinetto
Reinado 15 de novembro de 2012 até 14 de julho de 2017 (5 anos)
Predecessor Olga Corsi
Sucessora Vinci Corsi
Marquesa de Caiazzo
Reinado 15 de novembro de 2012 até 14 de julho de 2017 (5 anos)
Predecessor Olga Corsi
Sucessora Vinci Corsi
 
Nascimento 07 de julho de 1977
  Ribeirão Preto
Nome completo  
Gislaine Cristina Marciano Ferreira Corsi
Nome de nascimento Gislaine Cristina Marciano
Esposo Roger Ferreira
Descendência Vinci Corsi
Matheus Corsi
Período histórico Gislaine Cristina Marciano Ferreira: 07 de setembro de 1996 até 15 de novembro de 2012
Casa Corsi
Dinastia Corsi-Bonamici
Pai Almir Marciano
Mãe Angela Maria Capalbo
Brasão

Gislaine Cristina Marciano Ferreira Corsi (Ribeirão Preto, 07 de julho de 1977), batizada Gislaine Cristina Marciano e conhecida pela sua titulagem Gislaine Corsi, foi uma empresária e esportista ítalo-brasileira de voleibol, campeã do Campeonato Paulista de Voleibol Feminino de 1991 e 1992 pela RECRA.

Radicada em Londres desde 2017, foi também a décima segunda Marquesa de San Pellegrinetto e Décima Quinta de Caiazzo e chefe tácita do Marquesado em questão por cinco anos de 15 de novembro de 2012, após o falecimento de sua avó Olga Corsi, até sua abdicação em favor do filho mais velho Vinci Corsi em 14 de julho de 2017. [1]

Vida[editar]

Primeiros Anos e Adolescência[editar]

Nascida em Ribeirão Preto em 07 de julho de 1977, foi a filha mais velha de dois filhos do Barão de Montemillullo e de Moriona Almir Marciano e Angela Maria Capalbo. Foi batizada com nome Gislaine por sugestão dos seus primos maternos, mas quase se chamou Maria Luisa em homenagem a sua trisavó Maria Luiza Bianchi e Anna Maria Luisa de' Medici, última governanta da Casa de' Medici.

Nos primeiros anos do ensino fundamental foi matriculada no SESI 345, localizado no bairro Vila Virgínia em Ribeirão Preto, umas das melhores escolas existentes na cidade à época. Foi aqui que ela estudou por todo seu período acadêmico e onde se destacou nos esportes, mas especialmente no voleibol. Seus professores viam talento em Gislaine, e a todo momento a enalteciam e entregavam convites aos pais dela para explicar o futuro que lhe poderia ser dado, muito embora parecessem um pouco indiferentes quanto a carreira da filha.

Gislaine na Infância

Mesmo sem muito suporte, começou a participar de campeonatos por intermédio de seus professores pelo SESI-RP, onde conseguiu galgar ascensão na carreira e disputar campeonatos regionais e abertos, até integrar os campeonatos estaduais. Jogou por um curto período na década de 1990 pelos times da Cava do Bosque, SESC, RECRA e também pelo SESI-RP, dividindo quadra com grandes nomes como a jogadora Hélia, que se popularizou como Fofão.

Galgou a conquista de alguns títulos importantes na carreira e jogou o Campeonato Paulista de Voleibol Feminino representando a RECRA, ocasião em que fez parte do time vitorioso de 1991 e 1992, sendo medalhista de ouro por ambas as competições.

A carreira como esportista, no entanto, foi interrompida pela ruptura familiar causada pelo turbulento divórcio de seus pais em 1994, aos dezessete anos, no fim de sua adolescência. Enquanto o irmão foi levado pelo pai, que havia constituído um novo matrimônio, Gislaine continuou a viver por um período no imóvel familiar localizado no conjunto de apartamentos B Delboux, em Ribeirão Preto, mas que logo foi perdido pela mãe dela, que passou a desenvolver compulsão por jogatinas e contraiu muitas dívidas com agiotas.

Vida adulta[editar]

É ainda na juventude que conhece e se apaixona pelo nobre Roger William Ferreira, descendente por parte paterna da família Arantes e dos nobres florentinos da família Bartoli e Giraldi, de Tomé de Sousa, 1º Vice-Rei do Brasil, e por parte materna do nobre Gonçalo Aires Ferreira, descobridor e responsável por povoar a ilha da madeira, nascido no Paços de Ferreira por volta de 1396, fidalgo da Casa Real de Dom João I, Porteiro-mor de Dom João I, senhor do morgado de cavaleiros e escudeiro do Infante Dom Henrique, cujos ancestrais avançam até o passado remoto no Hedjaz na península Arábica, descendendo do Rei Dario I da Pérsia, de Fernando I de Castela, Carlos Magno, Ramiro II das Asturias, de Addallah ibn Muhammed Sétimo Emir de Córdova, Hugo Capeto, William I, o conquistador da Inglaterra e Afonso Henriques.

Gislaine, que estava destinada a herdar dois marquesados com a morte da sua avó Olga Corsi, que era marquesa, firma namoro com Roger por alguns anos e se casam em 07 de setembro de 1996 na cidade de Ribeirão Preto, ele aos vinte e três e ela aos vinte anos de idade. Deste relacionamento nascem na mesma cidade o escritor, genealogista, historiador e advogado Marcos Vinicius Ferreira, dito Vinci Corsi, em 14 de julho de 1997 e o médico Matheus Henrique Ferreira em 07 de março de 2002.

Casamento de Roger e Gislaine

Carreira[editar]

Inicialmente, Roger e Gislaine montam uma primeira empresa em conjunto, ainda no final da década de 1990 qual apelidam de Sertec, voltada ao ramo comemorativo das telemensagens e envio de cestas de café da manhã, qual sede se encontrava na Travessa Tuiuti, casa entre o número 53 e a 65, no Bairro República, em Ribeirão Preto. É nesta época, também, que o avô materno de Gislaine, Antônio Capalbo, passa a viver com a família até seu falecimento em 23 de setembro de 1999.

A pressão de se estar criando um recém-nascido, auxiliando o avô idoso e já doente e ainda líderar uma empresa com quase 30 funcionários, ao entorno dos não mais que 25 anos de idade, garantiram o solo e a preparação emocional para que Roger e Gislaine amadurecessem muito precocemente. É neste cerne que, ao encerrarem a supramencionada empresa, fundam um Videoclube no início dos anos 2000, voltada ao ramo de locação de videocassetes, também conhecida como, simplesmente, “locadora”.

É nesta época que o filho mais novo, Matheus, nasce, e a relação entre a família e a mãe de Roger cresce, visto que o estabelecimento estava localizado a não mais que algumas quadras daquela casa familiar dos Álvares Tremura adquirida na década de 1980, na 350 da Rua Guilherme Bertolucci, no bairro Solar Boa Vista. É nesta casa que Roger e Gislaine vivem por um curto período de tempo com a mãe de Roger, Maria. Isto ocorre pois Roger e Gislaine compram um consórcio de um apartamento e que, ao quitarem, conclusão não se efetiva, precisando brevemente se realocar até que adquirissem outro bem, o que eventualmente acontecesse, com a compra do imóvel 310 na Rua Ronald de Carvalho, no bairro Jardim Maria Goretti, à exatamente duas quadras do imóvel da Marquesa Olga Corsi, que morava no final da Rua Paulo de Frontim, ao lado esquerdo do imóvel de esquina numerado 1775.

É entre a mudança da casa dos Tremura para o imóvel próprio que encerram o Videoclube, abrindo, anos depois uma Papelaria, que intitularam “Pique-Pega”. Moram brevemente no imóvel adquirido em Paulo de Frontim, mas o vendem, e adquirem um outro, ainda maior, localizada a 383 da Rua Alfonso Guimarães, no Bairro Jardim Piratininga, avaliado em aproximadamente R$ 400.000,00 mil reais e uma grande Chácara no interior da cidade de Jardinópolis. Convém dizer, ainda, que muito embora tenham tentado se desfazer do imóvel da Paulo de Frontim por diversas vezes, sempre tornava às suas mãos, de modo que ficou presente em suas vidas até pelo menos a década de 2020.

Ascensão e Abdicação[editar]

É no intervalo destas épocas que Roger perde a mãe Maria em 24 de janeiro de 2005 e Gislaine a avó e Marquesa Olga em 15 de novembro de 2012, ascendendo como marquesa de San Pellegrinetto e Caiazzo. Vale ressaltar que herdou o título pois seu irmão Gustavo herdaria o baronato de seu pai, decorrente de um acordo estipulado quando Gislaine e seu irmão ainda eram crianças. O que foi feito.

Após a morte de Olga, Gislaine e seu marido se reorganizam, mais uma vez, agora montando uma quarta empresa, voltada ao ramo alimentício de sobremesa Granizado, ou, como popularmente conhecida, Raspadinhas de Gelo, galgando a concessão de duas licenças para o trabalho nas praias da cidade de Bertioga, no litoral paulista.

Anos depois acrescentam ao negócio a produção e venda de churros recheado para festas e grandes eventos como formaturas. No final do ano de 2015, o pai de Roger, João Carlos, falece em 25 de agosto, situação em que Roger herda o imóvel familiar que estava na sua família desde o final do século XIX, aquele 826 da Rua Dr. Loiola na Vila Tibério.

É nesta mesma época que decidem se mudar do país em 2017, rumo à Itália, deixando o imóvel restante sob os cuidados do filho mais velho Vinci Corsi, que era um estudante de direito à época com 20 anos de idade. Na ocasião, para uma melhor administração dos bens familiares, e por ver no filho um amor e dedicação inigualáveis e nunca antes vistas para com a família e para com o marquesado familiar, que Gislaine abdica do marquesado em seu favor em 14 de julho de 2017 aos quarenta anos.

Europa[editar]

Já na Itália, Roger e Gislaine galgam espaços e oportunidades, ao passo que se mudam para Londres em 2019 para preparar terreno para o filho mais novo, Matheus, que neste ponto se preparava para cursar Medicina. É nesta mesma época que Marcos se forma no Brasil e, após uma breve atuação como Advogado, decide viver com os pais no exterior e integra como membro da Comissão Aeronáutica do Brasil na Europa pela Ordem de Great James (CABE) em Londres. O filho Matheus Henrique é, enfim, aprovado para cursar Medicina pela University of Hull no final para início de 2022, durante a pandemia de Covid-19.

Títulos e Honrarias[editar]

Títulos[editar]

  • 15 de novembro de 2012 - 14 de julho de 2017 - Marquesa de San Pellegrinetto
  • 15 de novembro de 2012 - 14 de julho de 2017 - Marquesa de Caiazzo

Honrarias[editar]

  • Dama de Honra e Devoção da Ordem de Malta
  • Campeã do Campeonato Paulista de Voleibol Feminino de 1991 pela RECRA.
  • Campeã do Campeonato Paulista de Voleibol Feminino de 1992 pela RECRA.

Ancestrais[editar]

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Giuseppe Marciano
 
 
 
 
 
 
 
Luiz Antonio Marciano
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Maria Luiza Bianchi
 
 
 
 
 
 
 
Alfredo Marciano
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Desconhecesse
 
 
 
 
 
 
 
Desconhecesse
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Desconhecesse
 
 
 
 
 
 
 
Almir Marciano
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Pietro Corsi
 
 
 
 
 
 
 
Pilade Corsi
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Teresa Graziani
 
 
 
 
 
 
 
Olga Corsi
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Pascual Antonio de Cela
 
 
 
 
 
 
 
Maria Cella
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Teresa Bazán
 
 
 
 
 
 
 
Gislaine Corsi
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Antonio Santo Capalbo
 
 
 
 
 
 
 
Pietro Capalbo
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Luigina Mingrone
 
 
 
 
 
 
 
Antonio Capalbo
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Andrio de' Rizzo
 
 
 
 
 
 
 
Angela de' Rizzo
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Anna Maria de' Simone
 
 
 
 
 
 
 
Angela Maria Capalbo
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Desconhecesse
 
 
 
 
 
 
 
Cipriano Francisco Fernandes
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Desconhecesse
 
 
 
 
 
 
 
Durvalina Fernandes
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Desconhecesse
 
 
 
 
 
 
 
Angela Maria Honoria
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Desconhecesse
 
 
 
 
 
 

Descendência[editar]

 
Gislaine Corsi
(07/071977 - X)
M. Roger Ferreira em 07 de setembro de 1996
 
  
Vinci Corsi
(14/07/1997 - X)
Matheus Corsi
(07/03/2002 - X)

Referências

  1. Corsi 2022, p. 234.

Bibliografia[editar]

Fontes primárias[editar]

Ligações Internas e Externas[editar]

Cookies nos ajudam a entregar nossos serviços. Ao usar nossos serviços, você concorda com o uso de cookies.